Circuito UFMG aborda IN 49

Programas de televisão são sempre complicados em termos de limitações de tempo etc., mas achei importante a TV UFMG ter se interessado por este tema. Obviamente que não é possível abordar as questões com a profundidade que as mesmas demandam, mas, ainda que para um público restrito, é possível repassar algum recado.

Participei desta entrevista, é bom esclarecer, representando o NuQ, Núcleo de Estudos Sobre Populações Quilombolas e Tradicionais, da UFMG.

Anúncios

Sobre odracir seravla

antropólogo; observador; um tanto quanto enrolado; ativista político por um lado, anarquista por outro; curto muito minha família, meus amigos de ontem e de hoje; não consigo viver sem música, mas odeio dançar; o dinheiro, infelizmente, é um mal necessário; tenho preocupações estéticas com o que faço, muito pouco comigo; curto montanhas, embora tenha preguiça de escalá-las; gosto de fotografar o lusco-fusco; vivo me perdendo neste mundo sem fim chamado internet e uso muitas reticências, pois acredito que nada acaba... nem com a morte...
Esse post foi publicado em geral e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s